Foram hoje apresentados os primeiros resultados trimestrais da Hewlett-Packard depois da fusão oficial com a Compaq, que ocorreu a 7 de Maio, uma reunião com analistas que teve início às 8.30 horas (13.30 hora local) em Boston (Estado de Massachusetts) e se prolongará até às 16.30 (21.30 em Portugal). A ocasião favorece uma esperada apresentação de dados sobre o processo de integração das duas empresas e um calendário de redução de funcionários e de custos até 2003.



Os analistas esperavam que a equipa de Carly Fiorina mostrasse nesta apresentação de resultados os progressos realizados em termos financeiros e de despedimentos. O número total previsto de 15 mil efectivos foi mantido, com previsão de 10 mil despedimentos efectivos até 1 de Novembro e mais 5 mil durante 2003.



Depois do primeiro mês de operação integrada, a directora executiva da nova HP surpreendeu os analistas com novas previsões de redução de custos, que eram inicialmente previstos em 2,5 mil milhões de dólares (2,65 mil milhões de euros). Carly Fiorina afirmou hoje que as reduções de custos podem atingir os 500 milhões de dólares (530 milhões de euros) no final do ano fiscal de 2002 e os 2,5 mil milhões de dólares até ao fim de 2003. Em 2004, a poupança de custos acumulada atingirá assim os 3 mil milhões de dólares (3,18 mil milhões de dólares).



Os resultados financeiros deste trimestre mostram ainda que a área de computadores pessoais continua a perder dinheiro, uma tendência esperada até à segunda metade de 2002, embora Michael Capellas, presidente da HP, afirme que a empresa espera que esta divisão se torne novamente rentável a partir de 2003.



Apesar de alguns analistas subscreverem a teoria de que a nova HP está a funcionar melhor do que a antiga empresa e que não foram perdidos clientes, ainda é cedo para perceber se a empresa vai recuperar das perdas em bolsa registadas durante o período de incerteza relativa ao processo de fusão. Carly Fiorina mostrou-se confiante, afirmando que quando em 4 de Setembro de 2001 foi anunciado o negócio se estabeleceram algumas metas que continuam a ser apropriadas.



Também em relação à consolidação de divisões e linhas de produtos há ainda muito a fazer. Na semana passada a HP anunciou a sua linha de produtos renovada, integrando equipamentos que eram da Compaq com a sua própria gama de servidores, computadores empresariais e pessoais, impressoras e equipamentos de imagem.

Notícias Relacionadas:

2002-05-29 - HP anuncia nova linha de produtos

2002-05-14 - HP Portugal apresenta nova estrutura organizativa

Nota da redacção: Esta notícia foi actualizada às 17:00 horas depois de se conhecerem os primeiros detslhes sobre a apresentação de resultados da HP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.