A informação está a ser avançada pela Bloomberg, que cita fontes ligadas ao processo. Elop tem sido apontado com insistência como provável sucessor de Steve Ballmer no cargo, desde que este anunciou a intenção de se reformar, no passado mês de agosto.



Ainda ontem, uma notícia avançada pela Reuters voltava a referir o nome do ex-CEO da Nokia como possível candidato ao cargo, a par de outros nomes, como o atual presidente executivo da Ford, ou o responsável pela gestão do Skype.



A informação agora divulgada pela agência Bloomberg vai mais longe e revela já as supostas linhas orientadoras da estratégia que Elop virá a adotar se assumir o cargo. A venda da unidade de negócios que integra a consola Xbox e a descontinuidade do Bing seriam medidas a tomar, no âmbito de uma estratégia que teria como principal objetivo o reposicionamento da companhia nas suas áreas core.



Nesta linha, o Office assumiria lugar de destaque, para ser tratado como um produto capaz de gerar negócio de forma independente e não apenas associado ao Windows, como hoje acontece, quase em exclusivo.



Recorde-se que, embora a escolha de Elop para CEO da Microsoft não seja, pelo menos por enquanto, uma informação confirmada, é já certo que o executivo regressará à Microsoft, quando terminar o processo de integração da unidade de telemóveis da fabricante finlandesa, entretanto adquirida pela Microsoft. A transição, para liderar uma nova unidade da Microsoft dedicada ao negócio móvel, está prevista no acordo assinado pelas duas empresas.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.