Sem revelarem detalhes financeiros, a empresa norte-americana e a empresa sul-coreana referem numa nota online que o acordo de patentes cobre um conjunto alargado de tecnologias e áreas de negócio.

É válido para as patentes atualmente detidas pelas duas gigantes, assim como para qualquer patente que venha a ser registada nos próximos 10 anos, esclarece-se. A intenção é que o acordo leve a uma colaboração mais profunda em investigação e desenvolvimento de projetos atuais e futuros.

"Ao trabalharem em conjunto em acordos como este, as empresas podem diminuir as probabilidades de litígio e focarem-se, em vez disso, na inovação", refere Allen Lo, um dos responsáveis da Google pela área de patentes no comunicado.

Classificando a parceria como "muito importante para a indústria tecnológica", Seungho Ahn, chefe do Centro de Propriedade Intelectual da Samsung, considera por sua vez que esta é também uma forma de mostrar "ao resto da indústria que há muito mais a ganhar com a cooperação do que com o envolvimento em disputas de patentes desnecessárias".

A Google e a Samsung têm sido as maiores protagonistas - face a terceiros, nomeadamente a Apple - nas guerras mais recentes de patentes, que crescem à medida que o mercado dos smartphones e dos tablets se torna mais abrangente.

A fabricante sul-coreana tem inclusive a decorrer, nos Estados Unidos, um litígio de longa data com a marca da maçã.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.