Cerca de 55% das empresas portuguesas terão realizado atividades relacionadas com inovação nos três anos analisados pelo estudo. A inovação de produto chegou a 41,3% das empresas e a inovação ao nível da organização a 43,6% das empresas. A liderar esta tabela dos países mais inovadores está a Alemanha, seguida do Luxemburgo e da Irlanda. Portugal surge em 7º, entre 28 países analisados.



Em termos globais, os números mostram que na UE a 28, e no período em análise, apenas 48,9% das empresas com 10 ou mais empregados reportaram atividades ligadas à inovação. O valor foi o mais baixo dos últimos seis anos.



Entre 2006 e 2008, 51,5% das empresas indicaram que tinham realizado atividades ligadas à inovação. Nos dois anos seguintes, entre 2008 e 2010, a taxa aumentou para 52,8%, mas os dados mais recentes vêm mostrar que a tendência não teve continuidade.



Os dados relativos a Portugal indicam que o país está alinhado com a tendência europeia. Entre 2006 e 2008 teve mais empresas a inovar que nos últimos anos analisados (57,8%) e nos três anos seguintes essa taxa aumentou (60,3%). Mesmo assim, Portugal está longe dos países onde se registaram as maiores quedas em termos de inovação nas empresas. Aí destacam-se nações como a Alemanha, onde a taxa de empresas a inovar caiu cerca de 13 pontos percentuais, indica a pesquisa do Eurostat.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.