Mantendo-se na lista negra dos Estados Unidos, a Huawei continua à procura de soluções para manter a sua sobrevivência no sector dos smartphones 5G. A fabricante chinesa revelou planos para rentabilizar os seus marcos de investigação tecnológica, esperando um encaixe de 1,3 mil milhões em receitas baseado no licenciamento de patentes durante o período de 2019 e 2021, sensivelmente o tempo que está impedida pelos Estados Unidos de aceder a tecnologia norte-americana para desenvolver os seus produtos.

Segundo Jason Ding, responsável pela área de propriedade intelectual da Huawei, citado pela Reuters, por cada smartphone que utilizar a tecnologia 5G da fabricante, esta vai receber até 2,5 dólares em royalties. A empresa pretende desta forma tornar-se mais transparente sobre as comissões cobradas pelo uso da sua tecnologia. A empresa refere que as suas taxas pretendem ser mais justas que as de outras fornecedoras tecnológicas, nomeadamente a Qualcomm que, segundo a Bloomberg, cobra 7,50 dólares à Apple por cada iPhone vendido.

A medida surge num período complicado para a empresa, que tinha esperança de ver as sanções levantadas pelo novo executivo de Joe Biden, mas na semana passada houve um reforço das mesmas. E o 5G é um dos focos das novas restrições impostas às empresas americanas que vendem tecnologia à Huawei. No entanto, os executivos da Huawei afirmam que as sansões dos Estados Unidos não afetam a possibilidade de licenciamento da sua tecnologia 5G às empresas americanas, porque estas patentes estão disponíveis publicamente. E a empresa pretende continuar reencaminhar os royalties cobrados para a sua área de investigação, para manter-se competitiva em relação à Ericsson e Nokia, afirma a Bloomberg.

A Reuters cita um dos acordos revistos, a operar com novas condições desde o dia 9 de março, onde se especifica que os itens comercializados não podem ser utilizados “com ou em qualquer dispositivo 5G”. A agência acrescenta que há também novos requisitos técnicos impostos ou restrições para contextos de utilização específicos, como a área militar, por exemplo.

Apesar das medidas impostas e decadência no mercado de smartphones, a Huawei obteve um crescimento positivo em 2020, tanto a nível de receitas como lucro líquido. São esperados os resultados oficiais da empresa no final de março.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.