A IBM vai investir 1.000 milhões de dólares no desenvolvimento de software e recrutamento de consultores durante os próximos três anos para fazer crescer o seu negócio de info-on-demand - ou "informação a pedido", traduzindo a expressão para português -, que consiste na aplicação de técnicas que ajudam as empresas a reunirem a informação que é dispersamente produzida pelos seus vários departamentos, de modo a oferecer uma visão das operações como um todo, e por isso mais acertada.



Actualmente a fabricante tem 15 mil consultores dedicados, número que se propõe aumentar em 65 por cento - ou em 9.759 indivíduos - até 2009. "Combinando o software com as competências em consultoria, a IBM está ajudar os seus clientes a descobrir o real valor da sua informação empresarial", afirma Steve Mills, vice-presidente da IBM Business Consulting Services, num comunicado.



Ainda esta semana a BearingPoint e o Google anunciaram a constituição de uma consultora que endereça esta área de negócio emergente, que existirá a par de dezenas de outras empresas de software e serviços que estão igualmente na corrida a uma parte do mercado que em 2009 deverá valer 69 mil milhões de dólares.



A par do investimento no desenvolvimento de software e no recrutamento de colaboradores, a IBM está igualmente a lançar seis novos portfólios e novas aplicações que "ajudarão os clientes a transformarem os seus negócios de um modelo desactualizado (...) num ambiente em que a informação é gerida como um bem estratégico que conduz a tomadas de decisão mais acertadas", salienta Steve Mills.



A IBM Business Consulting Services foi criada pouco depois da IBM ter comprado a PWC Consulting, há três anos atrás, por 3,5 mil milhões de dólares.


Notícias Relacionadas:

2005-02-03 - IBM reforça programa de serviços pay-as-you-go para PCs

2002-11-22 - IBM apresenta a nova unidade de "serviços a pedido"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.