O investimento português em software as a service deverá atingir os 17,6 milhões de euros em 2010, nas previsões da IDC, segundo o relatório "Western European Software-as-a-Service Forecast, 2009-2013". Os números correspondem a um crescimento de 66 por cento face ao ano passado.

Os resultados da análise mostram que a utilização de software disponibilizado pela Internet está a aumentar junto das empresas e consumidores em Portugal, estimando-se que o investimento neste mercado apresente uma taxa composta de crescimento anual de 47,9 por cento no período em análise, refere a consultora num comunicado enviado à imprensa.

A redução dos custos operacionais pela eliminação das necessidades de manutenção e operação técnica diária; a facilidade e a rapidez de implementação, uma vez que as aplicações ficam residentes fora da empresa; e a simplificação da infra-estrutura de tecnologias de informação pela redução do número de aplicações residentes, o que diminui o investimento em hardware são algumas das principais razões apresentadas no relatório para a adopção do modelo.

O acesso imediato a correcções e actualizações de software, feitas na aplicação central pelo fornecedor do serviço; a garantia dos níveis de serviço por via contratual; a possibilidade de se contratualizar o serviço de forma a pagar-se apenas o que se utiliza; e o acesso às aplicações em qualquer momento e lugar, a partir da Internet fazem igualmente parte do conjunto de benefícios apontados ao software como serviço.

Em muitas áreas dos sistemas de informação, o software as a service já não é considerado uma opção de risco, encontrando-se em fase de massificação na maior parte dos países da Europa e em diversos sectores, nota a IDC.

"As empresas e os consumidores do mercado nacional também começam a aderir a estas soluções, como se pode verificar pelas taxas de crescimento anual sempre superiores a 50 por cento nos últimos três anos", refere Gabriel Coimbra, research & consulting director da IDC Portugal. "Actualmente o cloud computing, onde se inclui o software como serviço, já representa quase cinco por cento de todo o mercado de TI em todo o mundo, e a IDC prevê que em 2013 represente 10 por cento".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.