A IBM e a JP Morgan anunciaram o fim de um contrato de outsourcing, celebrado em 2002 e que deveria prolongar-se até 2009, que colocava sob gestão da IBM as áreas de infra-estrutura tecnológica da casa de investimentos, incluindo data centers, help desk, computação distribuída, redes de dados e de voz.



Em comunicado, a JP Morgan explica que a fusão com o Bank One assegura in the house as competências necessárias para gerir as áreas colocadas em outsourcing, antecipando o fim do acordo que unia as duas empresas e que à data de apresentação foi avaliado em 5 mil milhões de dólares.



A decisão produz efeitos a partir do início do próximo ano, altura em que os 4 mil trabalhadores, que em 2003 foram transferidos para a IBM para assegurar a manutenção dos processos de negócios colocados em outsourcing, regressam à JP Morgan.



No comunicado, a IBM adiantou que a quebra de contrato não terá impacto significativo nos seus resultados, uma vez que o contrato estava ainda numa fase muito inicial e nessa altura o grosso do investimento é realizado pela empresa que contrata os serviços de outsoucing.



A imprensa internacional cita as diferenças estratégicas entre a JP Morgan e o Bank One, pouco favorável ao outsourcing, como justificação para antecipar o fim do acordo.



A fusão entre as duas organizações irá criar a segunda maior instituição financeira dos Estados Unidos.



Notícias Relacionadas:

2004-01-18 - Outsourcing de TI deve privilegiar semelhanças na cultura empresarial

2003-10-07 - IBM Portugal quer reforçar presença no outsourcing de processos de negócio

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.