Há cada vez mais lares norte-americanos a preferir a tecnologia de comunicação móvel em detrimento da rede fixa. Num estudo da In- Stat, cerca de 20 por cento dos utilizadores de telemóvel afirmou que pretende abandonar ou que não está interessado em subscrever um serviço de rede fixa.



A mesma análise da In-Stat revela que as chamadas móveis realizadas a partir de casa passaram de um quarto dos minutos totais de chamada registados em 2004, para um terço em 2005. O aumento do recurso ao wireless implica um decréscimo proporcional da utilização da linha fixa.



As chamadas de longa distância foram particularmente afectadas, com quase metade do inquiridos a indicarem ter realizado menos telefonemas desse tipo, que registaram um decréscimo médio de 60 por cento, diz a consultora no estudo "Cutting the Cord: Consumer Wireline Erosion".



Com base nos resultados, a In-Stat dá igualmente conta da existência de alguns segmentos com mais propensão para desistir do serviço de telefonia fixa, nomeadamente as camadas mais jovens da população norte-americana, e aquelas com menos recursos financeiros.



A tendência norte-americana é idêntica à registada entre alguns países europeus, onde a subscrição de serviços de telefonia fixa também tem vindo a decrescer, substituída pelas comunicações móveis.



Notícias Relacionadas:

2004-10-24 - Substituição fixo-móvel avança a diferentes ritmos na Europa


2004-09-28 - Uso de redes móveis nas famílias europeias equipara os telefones fixos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.