A Lindows e a Microsoft anunciaram a concretização de um acordo global para as questões de marca registada que opunham as duas companhias, avança um comunicado. Tom Burt, vice presidente da Microsoft, explica que os processos que opunham as duas empresas se "relacionavam com questões centrais da legislação internacional para as marcas registadas, pontos que foram agora salvaguardadas com este acordo".



Na declaração conjunta, Michael Robertson, CEO da Lindows, adiantou tambémque nos próximos meses a empresa fará a transição completa para o nome Linspire - conforme havia já anunciado para alguns países - abandonando em definitivo o nome Lindows, quer para a designação da companhia, quer dos produtos disponíveis no mercado.



Os detalhes do acordo não foram revelados, mas sabe-se que este terá efeitos nos Estados Unidos, onde estavam em curso vários processos, e a nível internacional. Na Europa a Lindows tinha já sido forçada por alguns tribunais a mudar a designação mas nos Estados Unidos, onde a Microsoft interpôs as primeiras acções legais, não havia uma decisão final sobre o assunto, embora já tivessem sido percorridas várias instâncias.



Antes deste anúncio a Lindows tinha-se apenas comprometido a parar de usar o polémico nome para designar produtos fora dos Estados Unidos, mantendo-o no país quer para designar a companhia, quer os seus produtos para o mercado doméstico.



No âmbito do acordo a Microsoft comprometeu-se ainda a pagar à Lindows 20 milhões de dólares.




O acordo agora divulgado é visto como uma condição essencial para que a empresa de software open source possa avançar com o IPO (Initial Public Offer) que pretende realizar e sobre o qual avançou de imediato alguns pormenores.



À disposição do mercado serão colocadas 4,4 milhões de acções que terão um preço entre os 9 e os 11 dólares, refere o prospecto. A data de dispersão em bolsa não está ainda acertada, mas caso a operação venha a realizar-se no intervalo máximo previsto permitirá um encaixe de 48,4 milhões de dólares. segundo o prospecto, o capital libertado pela operação será utilizado no desenvolvimento de novos produtos que reforcem o portfólio da empresa.



Notícias Relacionadas:

2004-05-12 - Microsoft continua a processar Lindows na Europa

2004-04-15 - Lindows opta pelo nome Linspire para evitar problemas de justiça

2004-02-02 - Lindows perde primeira batalha judicial com Microsoft na Holanda

2003-12-12 - Tribunal sueco suspende comercialização de produtos Lindows a pedido da Microsoft

2002-03-19 - Microsoft não convence tribunal sobre violação da marca Windows pela Lindows.com

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.