No mesmo período a empresa comercializou 1,4 milhões de computadores educativos, reafirmando a aposta nesta área de negócio, que suporta sobretudo a atividade no mercado internacional, que no final do ano alcançava 50 países.



Globalmente a JP faturou 356 milhões de euros em 2012, um valor que também traduz o crescimento da atividade no mercado local, mas que em termos globais representa uma descida face ao período homólogo, quando a empresa faturou 369,8 milhões de euros.



Em Portugal a empresa faturou 121 milhões de euros no ano passado, mais 24 milhões de euros que no ano anterior. No país a empresa nortenha dedica-se sobretudo á distribuição de equipamentos de várias marcas.



No período em análise a JP obteve lucros de 10,3 milhões de euros e garantiu um EBITDA de 18,2 milhões de euros.



Recorde-se que a JP Sá Couto assumiu em 2012 o estatuto de maior empresa tecnológica nacional, de acordo com o ranking da Exame, que recorre a dados do ano anterior. O crescimento de 66% no volume de faturação entre 2010 e 2011, fortemente impulsionado pelo crescimento do negócio internacional, garantiu a liderança da tabela.



Há dias a JP também anunciou mais uma iniciativa integrada no projeto de internacionalização da empresa, com um novo acordo de parceria no médio oriente.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.