A Hewlett-Packard registou um crescimento de 14 por cento no seu terceiro trimestre fiscal, superando todas as expectativas dos analistas. A fabricante viu a procura internacional aumentar e elevou o valor das suas acções em 2,8 por cento após os seus resultados líquidos ascenderem aos 2,03 mil milhões de dólares.



Pelas contas da HP, o aumento de 15 por cento na venda de computadores foi a chave de sucesso do trimestre que passou. O segmento dos notebooks foi o que mais se destacou, embora a fabricante frise o crescimento de 29 por cento na área de software, de 14 por cento em serviços e o de 3,4 por cento no segmento de impressão.



No total, o volume de vendas da companhia aumentou 10 por cento, fixando-se nos 28 mil milhões de dólares, embora, quando ajustadas as flutuações do câmbio, as receitas tenham subido apenas cinco por cento. Mesmo assim, é superada a estimativa de Wall Street, que colocava as receitas do período nos 27,4 mil milhões de dólares.



Os resultados provenientes dos negócios fora dos Estados Unidos representaram 68 por cento do total obtido pela HP no trimestre. As receitas alcançadas na Europa, Médio Oriente e África subiram cinco por cento, enquanto que os valores obtidos na região Ásia-Pacífico aumentaram 8 por cento, para os 5,2 mil milhões de dólares.



Segundo o relatório da empresa, o enfraquecimento do dólar americano foi um dos factores determinantes para os resultados do trimestre, já que acabou por gerar um câmbio favorável à empresa no que se refere às vendas internacionais.



Notícias Relacionadas:

2008-08-04 - 272 mil computadores vendidos em Portugal no 2º trimestre

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.