No segundo trimestre do ano a Google apresentou lucros acima de 3,23 mil milhões de dólares, numa subida de mais de 500 milhões de dólares face ao ano anterior. Os resultados operacionais fixaram-se nos 14 mil milhões de dólares, crescendo 19% em relação ao ano passado, mas as expetativas dos analistas tinham fixado o valor em 14,41 mil milhões.

Todas as áreas da Google cresceram, mas a Motorola continua a ser a pedra no sapato da gigante da Internet. A unidade de telemóveis apresentou resultados negativos de 342 milhões de dólares, agravando o défice em 75% face ao ano anterior.

A maior fonte de rendimento da Google foram os seus próprios sites, que geraram 68% das receitas, com o bolo da publicidade a subir 15% para os 12,061 mil milhões de dólares, que são também partilhados com parceiros.

No mercado móvel a Google soma e segue com o Android, tendo ativado mais de 900 milhões de equipamentos até à data de encerramento das contas do segundo trimestre, com mais de 1,5 milhões de equipamentos a serem adicionados todos os dias. O Google Play registou também um crescimento, com 15 mil milhões de downloads já realizados a partir da loja.

Também abaixo das expectativas, os resultados da Microsoft foram globalmente positivos mas as receitas da divisão Windows estão muito abaixo dos valores do trimestre homólogo, o que mostra a dificuldade de recuperar terreno nesta área. A redução do valor do inventário de Surface RT para 900 milhões é apontado como um sinal preocupante.

Os lucros da Microsoft fixaram-se nos 4,97 mil milhões de dólares para uma receita total de 19,9 mil milhões no trimestre, quando a expetativa apontava para os 20,83 mil milhões.

Os melhores números da Microsoft estão na área empresarial, com as unidades de servidores e serviços a faturarem 5,5 mil milhões de dólares com um lucro de 2,35 mil milhões de dólares. A área responsável pelo Office teve um resultado ainda mais positivo, com 4,87 mil milhões de lucros, adiantando a empresa que há um crescimento da procura de serviços de cloud como o Office 365, Outlook.com e Skype.

Os valores menos positivos estão centrados na divisão de Windows, que com um recuo para receitas de 1,1 mil milhões de dólares face a 2,42 mil milhões registados no mesmo período de 2012. A área de entretenimento e de equipamentos também perdeu 110 milhões de dólares de receitas.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.