A Microsoft estendeu o programa Shared Source Initiative a sete novos países europeus, que garantem assim acesso a programas de partilha de código fonte do Windows 2000, Windows XP, Windows CE e Windows Server 2003, anunciou a Internet News. Fazem parte da lista a Eslovénia, Eslováquia, Malta, Lituânia, Chipre, Letónia e Estónia.



Este programa permite aos programadores de software, OEMs, integradores de sistemas e instituições académicas terem acesso a partes do código fonte das aplicações referidas visualizando, modificando e redistribuindo as alterações, ao abrigo de um programa de licenciamento.



A extensão do programa a novos países europeus surge poucos dias depois de se saber que os testes realizados no mercado para avaliar a implementação de um conjunto de medidas pela Microsoft, em resultado do caso europeu de anti-trust, não são positivos.



De acordo com estes dados há indícios que a empresa americana está a ser pouco cooperante no que respeita ao compromisso assumido, em tornar mais flexíveis as regras para interoperabilizar software de outros fabricantes com a sua plataforma Windows. A confirmar-se a situação poderá conduzir a nova penalização.



Notícias Relacionadas:

2005-03-21 - Comissão Europeia ameaça Microsoft com novas sanções

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.