Um tribunal alemão acaba de dar razão à Microsoft numa disputa de patentes com a Motorola
Google Motorola, relativamente à utilização de uma tecnologia para diversas formas de interação com dispositivos portáteis.


De acordo com o tribunal, vários smartphones e tablets da Google Motorola infringem a tecnologia patenteada pela Microsoft, o que coloca a empresa em risco de sofrer restrições à venda dos seus produtos no mercado alemão, a menos que proceda a alterações às versões do Android usadas nesses dispositivos.


Em declarações à BBC, David Howard , representante da Microsoft neste processo, congratulou-se com esta decisão, baseando-a em "decisões anteriores na Alemanha que declararam a Motorola culpada de infringir a propriedade intelectual da Microsoft".


O mesmo responsável afirmou que a Microsoft continuará a interpor ações contra os produtos da Motorola na Alemanha, esperando que esta empresa "se junte a outros fabricantes de dispositivos Android pagando os licenciamentos associados às invenções da Microsoft patenteadas".


Já as declarações dos responsáveis da Google sobre esta decisão foram parcas: "estamos a aguardar a decisão escrita e a avaliar as nossas opções, incluindo a de recorrer".


A decisão agora tomada pelo tribunal alemão refere-se à utilização de software patenteado pela Microsoft para o reconhecimento da escrita a partir de teclados virtuais e de esboços feitos diretamente nos ecrãs, que basicamente funciona como uma "camada invisível" de software que permite estes tipos de input em dispositivos móveis.


Vários fabricantes de dispositivos móveis, como a HTC, paga já uma fee à Microsoft pela utilização desta tecnologia, mas a Motorola tem resistido a este pagamento.


Esta é apenas mais uma etapa da guerra judicial que opõe a Microsoft e a Google em vários mercados, com ambas as empresas a interpor ações contra a outra devido à suposta utilização indevida de tecnologias patenteadas.


Também na Alemanha, a Google mantém uma ação judicial contra a Microsoft pela alegada utilização indevida do formato de compressão de vídeo H.264 nas consolas Xbox 360, no sistema operativo Windows 7, no Internet Explorer e na aplicação Windows Media Player.


A Microsoft já afirmou que aceita pagar o licenciamento desta tecnologia, mas apenas se o preço for "o justo".


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.