A Microsoft publicou o relatório de ganhos relativos ao seu quarto trimestre fiscal, que acabou no final de junho, apresentando receitas de 38 mil milhões de dólares, um crescimento de 13% face ao período homólogo do ano passado. Em destaque está a divisão de gaming Xbox, cujos conteúdos e serviços cresceram 65% face a 2019, representando um encaixe de 1,3 mil milhões de dólares.

As vendas de produtos Surface também cresceram significativamente em 28%, com receitas de 1,7 mil milhões de dólares. O isolamento devido à COVID-19 levou a uma grande procura de computadores e tablets para teletrabalho e ensino em casa.

O grande “monstro” da faturação da empresa é o negócio de cloud, que registou receitas de 13,4 mil milhões de dólares, representando um crescimento de 17% face ao ano passado. As receitas do Windows foram de 337 milhões, num crescimento de 6%, conduzidos pelo Windows OEM e Windows Commercial.

Se por um lado a pandemia fez disparar a venda de computadores, consolas e serviços, as receitas de publicidade do seu motor de pesquisa diminuíram 353 milhões, o equivalente a 18%, com uma redução de gastos dos seus clientes em anúncios.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.