A Comissão Europeia lançou um ultimato de oito dias à Microsoft para que esta dê às suas concorrentes a informação necessária para que possa ser fabricado software compatível com o sistema operativo da empresa ou, caso contrário, serão impostas novas multas, anunciou hoje a comissária Neelie Kroes numa entrevista ao The Guardian.



A organização de Bill Gates tem assim até ao próximo dia 23 deste mês para revelar todos os dados sobre a interoperabilidade de sistemas.



Bruxelas já avançou com medidas no passado dia 12 de Julho quando instaurou uma multa de 280,5 milhões de euros à Microsoft por esta não ter cumprido com a exigência europeia que datava de Março de 2004, sendo advertida de que o atraso do pagamento incluía uma multa de três milhões de euros por dia em falta.



Na mesma entrevista a comissária deixa claro que o tempo está a ser esgotado e que a fabricante informática já havia prometido desvendar toda a informação antes do dia 19 de Julho deste ano.



Nas suas declarações Neelie Kroes refere que não importa "que alguém dê 90 por cento da informação" quando aquilo que é pedido é a totalidade da mesma, até porque "é como se fosse um puzzle e faltam algumas peças".



Em Março de 2004 a Comissão Europeia impôs uma multa de 497 milhões de euros por posição dominante no sector exigindo-lhe a comercialização de uma versão do sistema operativo sem a inclusão do Windows Media Player e a disponibilização das informações relativas à interoperabilidade do sistema.

Notícias Relacionadas:

2006-04-24- Microsoft e CE medem forças em tribunal durante esta semana

2004-07-02 - Microsoft paga multa e pede esclarecimentos à CE acerca de outras sanções impostas na Europa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.