Diz hoje a Reuters que a Microsoft anunciou a dispensa de 2.850 trabalhadores em todo o mundo durante os próximos 12 meses, seguindo a estratégia que aponta o número 4.700 como total de despedimentos a realizar a curto prazo, algo que corresponde a 4% da força de trabalho global da empresa originária de Redmond.

A mesma fonte indica que a maior parte destes despedimentos poderão acontecer na Finlândia, o que significa que há fortes ligações entre estes cortes e o desempenho no negócio de smartphones. A Microsoft anunciou recentemente que era provável que fossem cortados 1.850 empregos nessa divisão.

Relembramos que a Microsoft absorveu a fabricante de equipamentos móveis Nokia, localizada na Finlândia, em 2014 e desde então não tem conseguido afirmar-se no segmento dos smartphones quando colocada lado a lado com grandes players deste mercado como a Apple e a Samsung, por exemplo.

A Microsoft empregava a nível mundial 114 mil colaboradores a 30 de junho, segundo a Reuters. Os anúncios de redução de postos de trabalho em todo o mundo chegam depois da aquisição do LinkedIn e numa altura em que produtos como o Windows 10 estão no centro das atenções dos mercados da tecnologia. O negócio da Microsoft na área dos smartphones continua a cair, contudo, como mostram os resultados recentemente apresentados.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.