A fabricante norte-americana de telemóveis encerrou o segundo trimestre do ano com os piores números da sua história: um défice próximo dos 2.320 milhões de dólares, no sexto período trimestral de perdas consecutivas. Com resultados trimestrais abaixo do previsto, a Intel adiantou ontem que pretende despedir 4.000 funcionários durante a segunda metade do ano. Já os resultados da Apple para o segundo trimestre de 2002 foram ao encontro das últimas previsões da empresa, mas mais baixos do que os verificados em idêntico período do ano passado.

A Motorola encerrou o segundo trimestre do ano com o pior resultado negativo da sua história: perto de 2.320 milhões de dólares (2.298 milhões de euros), ou 1,02 dólares por acção, face aos 759 milhões de dólares (752 milhões de euros) de défice registados em igual período do ano passado.



Em receitas a Motorola totalizou 6,7 milhões de dólares no mesmo período do ano (6,6 milhões de euros), um decréscimo de 11 por cento face ao valor registado um ano antes.



A empresa justifica estes resultados com os gastos com os despedimentos verificados e com a queda de valor de alguns dos seus activos. Este é o sexto trimestre de perdas consecutivas da empresa que, tal como os restantes fabricantes do mercado de telecomunicações, luta para ultrapassar a crise do mercado das telecomunicações.



Os números negros do segundo trimestre deste ano superaram os 1,41 milhões de dólares (1,39 milhões de euros) perdidos pela fabricante durante o terceiro trimestre de 2001 e que permaneciam até à data como o recorde negativo da empresa.



No trimestre findo a 30 de Junho, a fabricante de processadores Intel registou ganhos de 446 milhões de dólares (442,2 milhões de euros), valores 52 por cento abaixo do registado em trimestre anterior e 133 por cento acima face a igual período de 2001. As vendas situaram-se nos 6,3 milhões de dólares (6,2 milhões de euros), quando o mercado esperava 6,7 milhões de dólares.



Face a tais resultados, a empresa anunciava a redução da sua força de trabalho em 4,8 por cento, redução essa representativa de 4.000 despedimentos que ocorrerão durante o segundo semestre deste ano. A fabricante norte-americana justificou a acção afirmando que necessita de ajustar o seu pessoal à queda da procura no mercado das tecnologias.



No trimestre Abril/Junho, a Apple registou um lucro de 32 milhões de dólares (32,2 milhões de euros), comparativamente aos 61 milhões de dólares de 2001. As receitas diminuíram três por cento, até aos 1,43 milhões de dólares (1,44 milhões de euros).



Os resultados da Apple estiveram de acordo com os números anunciados o mês passado pela empresa, altura em que reviu em baixa as suas previsões para o seu terceiro trimestre fiscal.



Notícias Relacionadas:

2002-07-02 - Ásia ajuda ao crescimento das vendas mundiais de processadores

2002-01-23 - Motorola apresenta maus resultados e fecha quatro fábricas

2002-01-18 - Mercado dos PC deverá recuperar em 2002 após mais um ano com fracos resultados

2001-11-13 - Indústria de telecomunicações recupera no início de 2002

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.