O MySpace vai reajustar a sua força de trabalho, o que para 30 por cento dos funcionários significará despedimentos. A medida, anunciada ontem, é justificada com a necessidade de ganhar eficiência operacional e aproximar a dimensão da equipa que assegura o MySpace da dimensão das equipas que gerem os serviços concorrentes, como o Facebook, por exemplo.

A medida irá visar cerca de 420 pessoas e é anunciada um dia depois de serem conhecidos números da comScore que colocam o Facebook a ganhar vantagem face àquela rede social nos Estados Unidos. Esta é uma tendência que não é nova e que o MySpace não tem conseguido travar colocando em risco a liderança destacada conseguida no ano passado em termos de receitas de publicidade, que ascenderam a 605 milhões de dólares, contra os 205 milhões de dólares conseguidos pelo Facebook.

Alguns especialistas defendem que o MySpace tem perdido terreno para o Facebook porque o concorrente tem revelado uma maior capacidade de inovar e desenvolver novas aplicações que facilitam a vida ao utilizador e multiplicam as formas de acesso ao serviço à sua disposição.

A medida, que afectará toda a estrutura da empresa nos Estados Unidos, é também tomada pouco tempo depois de ser contratado para trabalhar na empresa um gestor que antes integrava o Facebook.

O MySpace ficará a ocupar com cerca de mil empregados nos Estados Unidos, depois da reestruturação.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.