A Hewlett-Packard confirmou ontem a conclusão da compra da EDS, pela qual pagou 13,9 mil milhões de dólares, algo como 9,45 mil milhões de euros. O acordo, anunciado em Maio, já recebeu parecer positivo tanto das autoridades reguladoras norte-americanas como da União Europeia, assim como a aprovação dos grupos de accionistas de ambas as empresas.



Tal como o TeK já havia publicado, o negócio obrigou ao pagamento de 25 dólares por cada acção da EDS, o que supunha um aumento de 34 por cento face ao valor das acções da companhia naquele período.



Num comunicado enviado ontem à imprensa, a HP frisou que a empresa resultante da integração da divisão de serviços de tecnologias de informação com a EDS, que dera origem à "EDS-an HP Company", será responsável por uma facturação de 38 mil milhões de dólares por ano e contará com uma equipa de trabalho de 210 mil funcionários distribuídos por 80 países.



Em nota interna, a EDS divulgou a nova estrutura organizacional da empresa, com Ron Rittenmeyer, presidente e CEO da companhia, a referir que esta etapa "marca um empolgante novo capítulo na história de evolução da EDS", já que a companhia passa a ser "uma empresa HP, focada em serviços premium e parte da maior e mais respeitada empresa de tecnologia do mundo".



O responsável anunciou então a nova direcção, remetendo Michael Coomer para a vice-presidência sénior para a região Ásia-Pacífico e Japão, Jeff Kelly como vice-presidente sénior das Américas, Dennis Stolkey, como vice-presidente para o sector público nos Estados Unidos e Bill Thomas, como vice-presidente sénior para Europa, Oriente Médio e África (EMEA).



Notícias Relacionadas:

2008-05-13 - HP compra EDS por 13,9 mil milhões de dólares

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.