Os Samsung Galaxy S6 representaram uma clara evolução na abordagem da empresa aos seus equipamentos topo de gama. A euforia instalou-se sobretudo no Mobile World Congress e numa altura em que o desempenho financeiro da empresa não era o melhor, muitos viam os novos smartphones como "salvadores".

Mas parece que na prática não foi isso que aconteceu. Pelo sétimo trimestre consecutivo a Samsung deverá apresentar uma quebra nos lucros, de acordo com os dados da própria empresa. Quer isto dizer que nem os novos Galaxy S6 foram capazes de tirar a empresa deste ciclo menos positivo.

Segundo um analista ouvido pela Bloomberg, a razão está na dificuldade de produção que a tecnológica está a ter com o Galaxy S6 Edge. Este modelo não está a conseguir responder à procura, o que deixa a empresa mais dependente das receitas provenientes de telemóveis mais baratos.

Então e o Galaxy S6 “normal”? “O S6 não vendeu tão bem quanto o mercado esperava, em parte por causa do bom momento que os iPhone continuam a sentir”, salientou Greg Roh, analista na HMC Investment Securities Co.

Feitas as contas, as receitas da Samsung para o segundo trimestre deverão cair de 52,4 para 47,1 biliões de wons, o equivalente a 37,84 mil milhões de euros. Já os lucros baixam de 7,2 biliões de wons para 6 biliões, cerca de 5,78 mil milhões de euros.

Ainda de acordo com a Bloomberg, a Samsung deverá alcançar bons desempenhos nas divisões de ecrãs e de processadores, com as vendas a aumentarem em ambos os casos.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.