Depois dos investidores terem visto as suas ações cair 14% nos últimos meses, o serviço de streaming parece estar a dar a volta aos maus resultados na bolsa com um aumento de sete milhões nas novas subscrições quando Wall Street previa um crescimento médio de 5,2 milhões.

O Netflix conta agora com uma base de clientes de 137 milhões a nível global, confirmando a sua posição enquanto maior serviço de streaming do mundo, noticia a Reuters.

Este aumento de subscritores resulta de um investimento em nova programação, uma aposta que a Netflix pretende dar seguimento ao investir mais de 8 mil milhões de dólares para atrair novos clientes à volta do mundo.

Desta forma, a empresa conseguiu cerca de 1,1 milhão de novos assinantes nos EUA, acima da estimativa de 674 mil, e um total de 5,9 milhões de subscritores internacionalmente, em comparação com a previsão média de 4,5 milhões.Para o trimestre atual, a previsão da Netflix é de adicionar 1,8 milhão de clientes nos Estados Unidos e 7,6 milhões nos mercados internacionais.

Quanto ao lucro líquido, a empresa subiu para os 402,8 milhões de dólares, ou 89 cêntimos por acção, no terceiro trimestre terminado a 30 de Setembro, acima dos 129,6 milhões de dólares, ou 29 cêntimos por acção, no período homólogo. A estimativa média dos analistas era de 68 cêntimos por acção, de acordo com a Refinitiv.

Em relação às receitas totais houve um aumento para 4 milhões de dólares, ficando em linha com a projeção média dos analistas. No mesmo período do ano anterior, as receitas foram de 2,98 mil milhões de dólares.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.