O processo de compra da Jupiter Media Metrix – JMM – pela NetRatings terminou devido à desaprovação da Federal Trade Comission – a entidade reguladora da actividade comercial norte americana que levantou objecções à fusão de duas das maiores empresas de monitorização de tráfego online e estudos de mercado.



A decisão terá sido tomada de comum acordo entre as empresas envolvidas após questões sobre a estrutura do negócio e em relação ao seu efeito no mercado concorrencial deste sector terem sido levantadas por membros da FTC.



Quem reagiu logo após o facto ter sido tornado público foram os investidores que deixaram cair as acções da JMM, enquanto que as da NetRatings se mantiveram estáveis.



De acordo com declarações ao serviço noticioso Wired News de Jack Lazar, director financeiro da NetRatings, apesar da desilusão resultante desta decisão a confiança permanece nas perspectivas de outras aquisições para o futuro. No entanto, esta confiança poderá ser abalada por um processo legal apresentado pela JMM – que tinha sido retirado, mas que foi novamente reposto – contra a NetRatings devido a uma acusação de violação de patentes de tecnologia apresentado no ano passado.



Segundo a NetRatings o negócio, embora fizesse sentido do ponto de vista da área de negócios das empresas, foi rejeitado pela FTC, em primeiro lugar, devido à previsão de capital da aquisição que teria resultado num empréstimo à JMM de 25 milhões de dólares que seria afiançado pelos bens da empresa. A segunda razão prende-se com a possibilidade de transformar numa empresa monopolista e com a qual Jack Lazar discorda, já que segundo explica existem vários concorrentes neste mercado, como por exemplo, a Harris Interactive e a ComScore.



Notícias Relacionadas:

2001-10-28 - NetRatings vai comprar Jupiter Media Metrix por 71 milhões de dólares

2000-06-27 - Media Metrix e Jupiter juntam-se

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.