A Novabase apresentou resultados relativos aos primeiros três meses do ano. No período, a empresa conseguiu lucros de 4 milhões de euros, menos 4,1 por cento que no trimestre anterior.



O volume de negócios fixou-se nos 58 milhões de euros, numa queda de 1,5 por cento e o EBITDA nos 6,2 milhões de euros, também em queda, neste caso de 8,3 por cento. Os resultados operacionais fixaram-se nos 5 milhões de euros, num decréscimo de 10,3 por cento.




No comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários, a Novabase explica que os resultados obtidos mostram "um desempenho positivo dado o contexto económico actual".



Na nota acrescenta-se que "estes resultados reflectem a gestão de valor orientada ao negócio core da Novabase e a preparação para uma nova fase de crescimento com apostas estratégicas de futuro".



A empresa alinha como áreas core as divisões de Consulting, IMS e Digital TV. A área de IMS representou 41 por cento da facturação da empresa no trimestre. A segunda área mais relevante foi a de consultoria, que representou 37 por cento.



A esmagadora maioria do negócio da Novabase realizou-se no período em Portugal. Apenas 10,3 por cento do volume de negócios chegou de outros mercados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.