Nos últimos trimestres, o mercado das comunicações móveis assistiu a um aumento de lançamentos e disponibilização de infra-estrutura 3G, evidenciando o tão esperado arranque do sector, diz a In-Stat. Embora muitos serviços iniciais de terceira geração tenham sido autênticos flops, a tecnologia continua a melhorar e um conjunto de novos e saudáveis serviços estará no horizonte, garante a consultora.



Segundo a In-Stat, a infra-estrutura está a ser entregue, as licenças estão a ser usadas e já existe um número razoável de terminais de terceira geração disponíveis. Embora a base de subscritores - excluindo a Coreia do Sul e do Japão - ainda seja diminuta, está a começar a arrancar a bom ritmo na Europa, e o mesmo acontece com a expansão do EV-DO, nos Estados Unidos.



Durante os próximos cinco anos os operadores de telecomunicações que apostaram no 3G poderão finalmente ver o seu negócio crescer, num período em que será igualmente provável que os telemóveis da mesma tecnologia mudem as nossas vidas, da mesma forma que os terminais da segunda geração o conseguiram fazer com a voz.



A In-Stat considera contudo que faltam aos fornecedores mais ofertas de dados, uma vez que as tentativas iniciais de atrair clientes para novos serviços do género não foram muito bem sucedidas. No Japão é o serviço de vídeo conferência que mais tem crescido em popularidade, enquanto na Europa e nos Estados Unidos, os operadores preferiram apostar nos serviços de televisão móvel.


Notícias Relacionadas:

2004-09-26 - UMTS atinge 10 milhões de utilizadores em todo o mundo

2003-04-04 - Número de lançamentos de redes 3G irá atingir o seu pico em 2004

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.