De acordo com a edição de hoje do Jornal de Negócios Pais do Amaral estará a negociar a compra da Radiomóvel. Segundo o diário, as negociações estão ainda numa fase preliminar e a concretizar-se o negócio representa um regresso do empresário a áreas relacionadas com as telecomunicações.



A Radiomóvel dirige a sua oferta de serviços de comunicações a grupos fechados de utilizadores. Começou por operar uma rede de trunking. Nos últimos anos investiu 150 milhões de euros no desenvolvimento de uma rede móvel CDMA que progressivamente substituiu a rede de trunking e abriu potencial à exploração de outros mercados, embora não tivesse sido bem sucedida nesse objectivo.



Em meados do ano passado a empresa anunciou um processo de reestruturação que levou ao despedimento de 30 por cento dos mais de 100 funcionários. O plano era na altura justificado pela empresa com o facto de ter até aí sido "sistematicamente confrontada com diversos constrangimentos, que considera serem o resultado prático da ausência de uma concorrência efectiva e transparente no mercado das telecomunicações português".



A reestruturação visava reposicionar a empresa e assegurar a viabilidade económica das operações no futuro, depois de algumas dificuldades na gestão de questões regulatórias relacionadas, por exemplo, com a gestão eficiente do espectro fornecido para a tecnologia CDMA ou a obtenção de uma licença para fornecer serviços fixos.



A Radiomóvel está em Portugal desde 1993 e é desde 2001 detida pelo grupo Zapp Holdings do grupo Saudi Oger do Médio Oriente.



O ugrade da licença para oferecer serviços móveis, em pé de igualdade com outros operadores, como a TMN, Vodafone ou Optimus nunca terá chegado a ser pedido, de acordo com o diário.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.