Os países candidatos à entrada na União Europeia estão bastante atrás dos actuais Estados-membros no sector das tecnologias da informação, demonstrou um inquérito da Comissão Europeia divulgado recentemente.



Os 13 Estados possuem em média sete computadores pessoais por 100 habitantes, ao passo que essa média é de 31 na União Europeia e 65 nos Estados Unidos, de acordo com esse documento. Quanto ao acesso à Internet, os países candidatos registam oito cibernautas por cada 100 habitantes em média, o que correponde a um terço do número verificado nos Quinze e cerca de um sexto nos Estados Unidos. A utilização do telemóvel atinge 31 por cento da população dos países candidatos, contra os 72 por cento contabilizados na União Europeia e 44 por cento nos Estados Unidos.



Contudo, estas estatísticas não reflectem variações significativas dentro do bloco dos países candidatos da Europa do Leste. A Eslovénia, Malta e Chipre, por exemplo, situam-se próximos da média da União Europeia no que se refere ao número de PCs, enqunanto que a Estónia e a Eslovénia, outra vez, ficam apenas ligeiramente abaixo do nível de utilização da Internet pelos Quinze. A taxa de penetração dos telemóveis na Eslovénia é de quase 76 por cento, uma percentagem superior à da média Europeia, mas a República Checa e a Hungria também estão perto de atingir esses níveis.



O panorama é completamente diferente nos países mais a leste como a Bulgária e a Roménia, assim como na Polónia, o que fez com que as médias totais dos países candidatos descessem. A Polónia, um país com uma grande população, apenas possui 8,5 PCs por cada 100 habitantes, 9,8 utilizadores da Internet em 100 pessoas e uma taxa de penetração dos telemóveis de 26 por cento.



Na Bulgária e na Roménia, a ausência do capital financeiro necessáro está a retardar a adopção das tecnologias da informação. Apesar da abundância de parques de tecnológias e de algum investimento empresarial, o estudo do órgão executivo da União Europeia indica que o consumidor médio não dispõe do dinheiro suficiente para usufruir de serviços informáticos e de comunicações móveis.



Notícias Relacionadas:

2002-03-06 - Países candidatos à UE poderão aumentar competitividade económica se utilizarem TIs

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.