Pedro Pina já estava na Google desde 2013, como líder da equipa Global Client & Agency Solutions. Nesta área foi responsável por uma equipa dedicada ao profundo envolvimento da Google com alguns dos maiores parceiros de publicidade do mundo, incluindo a Apple, BMW, Coca Cola, L'Oréal, Nestlé, P&G e a Samsung.

Agora o gestor, que tem mais de 30 anos de experiência como profissional de marketing global, passa a dirigir todo o negócio do YouTube na Europa, Médio Oriente e África (EMEA). O serviço de vídeos chega a mais de 2 mil milhões de pessoas em todo o mundo e é uma das alavancas de negócio da Alphabet, a empresa mãe da Google. Foi comprado em 2006, por 1,65 milhões de dólares depois de ter sido criado apenas um ano antes por Jawed Karim, Steve Chen e Chad Hurley Trending.

YouTube bate um novo recorde na Play Store e ultrapassa 10 mil milhões de instalações
YouTube bate um novo recorde na Play Store e ultrapassa 10 mil milhões de instalações
Ver artigo

“Acredito que estamos a começar no que diz respeito ao que o YouTube pode trazer para a vida das pessoas e para o mundo. O potencial aqui na região é ilimitado, e a oportunidade de liderar a equipa para a nossa próxima fase de crescimento era muito boa para deixar passar”, afirma Pedro Pina VP YouTube EMEA, em comunicado.

Antes de se juntar à  Google, Pedro trabalhou na McCann Worldgroup, Sonae & France Telecom, Yum, PepsiCo e P&G. Pedro Pina  é licenciado pela Católica Lisbon School of Business and Economics e tem um MBA pelo INSEAD.

Em 2019, foi nomeado um dos 10 executivos LGBTQ + mais influentes do Reino Unido pelos British LGBT Awards. No mesmo ano, alcançou o primeiro lugar na OUTstanding LGBT+ Role Model List, uma lista de executivos LGBT de referência no mundo empresarial que existe desde 2013.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.