A Polícia Judiciária efectuou buscas à JP Sá Couto, a empresa responsável pela montagem do Magalhães. Na origem da "visita" está um processo de fraude fiscal relativo a 2005.

Em Matosinhos esteve uma equipa da Polícia Judiciária composta por três agentes, e ainda um funcionário das Finanças.

Em comunicado, a empresa confirma as buscas e refere terem sido pedidos dados contabilísticos referentes a 2001, 2002 e 2003. Na origem da acção está um processo de fraude fiscal relativo a 2005.

"Esta visita foi curta e todos os documentos solicitados foram prontamente disponibilizados. Durante todo o processo, a empresa manteve o normal funcionamento", assegura a JP Sá Couto.

Ao que indicaram os responsáveis da JP Sá Couto à imprensa, os elementos agora requeridos já tinham sido recolhidos há uns anos, mas que a falta de validade jurídica fez com que voltassem a ser reunidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.