A Portugal Telecom anunciou uma redução dos dividendos - valor por ação - a pagar aos acionistas. Nos últimos dois anos a empresa entregou aos acionistas 0,65 euros por ação.



Em 2012 conta pagar 0,35 euros, uma descida que vai permitir poupanças de 291 milhões de euros por ano, qualquer coisa como 873 milhões de euros a três anos.



A nova política de distribuição de dividendos vai vigorar entre 2012 e 2014, período em que a empresa também avança com um programa de recompra de ações próprias no qual está disposta a gastar cerca de 200 milhões de euros.



Como explica a própria Portugal Telecom num comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários estas operações permitem à empresa garantir as necessidades de financiamento até final de 2015."A empresa encontra-se agora refinanciada até ao final de 2015, reduzindo a alavancagem e tendo maior flexibilidade para continuar a investir no desenvolvimento do seu negócio", detalha o comunicado.



Recorde-se que, quando anunciou a política de remuneração acionista que tem estado em vigor nos últimos anos, a PT previa após 2011 aumentar o valor pago no fim do ano a cada acionista pelo capital detido.



Estimava a empresa que os dividendos a distribuir aumentassem a partir deste ano entre os 3 e os 5%. A crise económica que reduziu o consumo e as dificuldades de financiamento que as empresas enfrentam terão contribuído para alterar os planos da empresa. Decisões idênticas foram tomadas nos últimos meses por vários gigantes europeus das telecomunicações, como a Telefónica ou a France Telecom, por exemplo.





Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico




Cristina A. Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.