O Instituto de Informática e a DGAP - Direcção-Geral da Administração Pública estão a relançar o Prémio Fernandes Costa, antigo Prémio Descartes. A iniciativa conta com o patrocínio da UMIC - Unidade de Missão Inovação e Conhecimento e termina com uma interrupção de dois anos na entrega do galardão.



O prémio Descartes distingue trabalhos originais no âmbito da ciência informática, uso dos sistemas e tecnologias da informação, desenvolvidos em organismos da Administração Pública. É condição obrigatória que as aplicações desenvolvidas no âmbito do projecto sejam relevantes ou para a Administração Pública ou para a sociedade em geral.



0 período de candidaturas está em curso e o prazo de entrega dos trabalhos termina no próximo dia 2 de Dezembro. São aceites "candidaturas de funcionários ou agentes em nome individual ou em grupo, assim como de instituições da Administração Central, Regional e Local, ou Institutos Públicos", avança um comunicado. Segundo o mesmo documento não poderão participar no concurso funcionários afectos a empresas públicas.



Os vencedores do concurso receberão prémios em dinheiro atribuídos pelas três instituições envolvidas. O primeiro lugar será premiado com 5 mil euros, atribuídos pelo Instituto de Informática, o segundo lugar com 3 500 euros oferecidos pela UMIC, enquanto a DGAP financia o terceiro prémio, também de 3500 euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.