No primeiro trimestre de contas consolidadas após a fusão com a Compaq, entre Maio e Julho passados, a Hewlett-Packard registou prejuízos de 2,03 mil milhões de dólares (2,07 mil milhões de euros), anunciou ontem ao final do dia a empresa em comunicado.



Carly Fiorina, responsável máxima da HP, justificou os prejuízos trimestrais com os custos de reestruturação de 1,6 mil milhões de dólares (1,630 mil milhões de euros) e outros gastos de 1,4 mil milhões de dólares (1,426 mil milhões de euros) associados à integração da Compaq.



Os números relativos ao terceiro trimestre saldaram-se assim em 2,03 mil milhões de dólares ou 67 cêntimos de dólar por acção (68 cêntimos de euros) de prejuízo, comparativamente ao lucro de 123 milhões de dólares (125,4 milhões de euros) em igual período do ano anterior.



As vendas do período em análise acabaram por ir ao encontro do esperado pelos analistas, registando 16,5 mil milhões de dólares (16,8 mil milhões de euros), menos 11 por cento se considerarmos as vendas agregadas da HP e a da Compaq um ano antes.



Notícias Relacionadas:

2002-05-02 - Processo de fusão entre HP e Compaq começa dia 7 de Maio

2002-03-21 - Accionistas da Compaq aprovam fusão com HP

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.