O alerta foi dado pela Consumer Electronics Association, no arranque da edição de 2014 da Consumer Electronics Show, que defende que faltam à indústria novos motores de crescimento que substituam os smartphones e os tablets.

Segundo os dados apresentados o setor da electrónica de consumo cresceu 3%, em 2013 - menos do que o previsto inicialmente -, mas de forma muito desigual. Os smartphones e os tablets registaram as únicas subidas significativas em termos de receita.

Também houve diferenças regionais acentuadas, com aqueles que são considerados os principais mercados - nomeadamente a Europa Ocidental - a registarem descidas nas vendas.

Em valores, as vendas de smartphones e tablets cresceram, respetivamente, 27% e 30% em 2013. Já para este ano, a CEA espera que as vendas aumentem apenas 6% e 9%.

"Tendo em conta que estas categorias de produtos representam 43 centavos em cada dólar gasto em produtos tecnológicos em todo o mundo, a desaceleração do seu crescimento irá pesar muito em toda a indústria".

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.