O projecto One Laptop per Child (OLPC) terá de enfrentar um processo legal para prosseguir com a comercialização dos seus computadores de baixo custo. Em causa está uma queixa apresentada pela Lancor, uma companhia norte-americana fundada por nigerianos, que alega ser detentora das patentes utilizadas nos teclados dos computadores XO.



A empresa quer que as autoridades emitam uma ordem judicial que proíba a distribuição e a venda dos portáteis na Nigéria através de uma demanda civil contra o projecto.



A Lancor refere que a habilidade do teclado do XO para suportar múltiplos idiomas viola a propriedade intelectual que lhes pertence e que a OLPC desenvolveu a aplicação multi-linguística associada ao equipamento a partir do seu código pelo que pretende também ser compensada monetariamente com uma indemnização de 20 milhões de dólares.



De acordo com um comunicado enviado à Lancor pelo advogado do projecto de Nicholas Negroponte, a OLPC refere que a queixa não significa que "a Lancor tenha o monopólio na criação de teclados multi-linguísticos", pelo que rejeita a acusação.



Notícias Relacionadas:

2007-11-26 - Campanha de doação do One Laptop per Child alargada até ao final de 2007

2007-11-08 - ONLP dá início à produção em série do XO

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.