Foi apresentada uma proposta de compra da Qimonda Portugal. O responsável é o João Paulo Tomás, empresário ligado à Apasolar - uma empresa alemã da Baixa Saxónia que produz painéis fotovoltaicos - interessado em criar um consórcio luso-alemão para aquisição da fabricante.

O empresário de Oliveira do Hospital já apresentou a proposta a representantes do Ministério da Economia e prepara-se agora para levar toda a documentação até à Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP).

Em declarações à Lusa, o interessado explicou que a proposta foi recebida com "abertura" na reunião onde apresentou o projecto e que aguarda agora "uma resposta do ministério e restantes organismos". Destaca, no entanto, que a decisão final "deverá ser urgente, dada a complexidade deste processo e o facto de os nossos parceiros, envolvidos nesta aquisição, estarem também a aguardar", afirmou.

João Paulo Tomás defende que mantém a aposta no negócio por acreditar que "há grande potencialidade no mercado internacional para a produção de painéis fotovoltaicos de terceira geração" e sublinha que "uma equipa de gestão, altamente qualificada, e que inclui profissionais da indústria, negócios, professores universitários, investigadores e ainda consultores com uma vasta experiência está a trabalhar nesta proposta".

O responsável frisa que é do interesse do consórcio "manter os postos de trabalho" existentes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.