O Great Place to Work Institute publicou a lista das trinta melhores empresas para trabalhar em Portugal. A Microsoft obteve o primeiro lugar do ranking, à semelhança do que aconteceu na tabela da Exame.

Nas diferentes categorias por dimensão os destaques foram para a Accenture (acima de 1000 colaboradores), Cisco (entre 101 a 250 colaboradores), Cushman & Wakefield (menos de 100 colaboradores) e Microsoft (entre 251 a 1000 colaboradores).

A lista ficou concluída com as empresas Liberty Seguros, Diageo, Everis, Matutano, Mars Portugal, Thomson Reuters, BMW Portugal, Primedrinks, GMS Consulting, Janssen-Cilag, Medtronic Portugal, ROFF, PWC, PT Contact (Évora), SAS, Bristol Myers-Squibb, Deloitte, HP, Cadbury, Ativism, ByCom, Re/Max, HUF, Barclay's, BNP Paribas e José Júlio Jordão.

As distinções foram entregues pelo ministro do Trabalho e da Solidariedade Social que congratulou as empresas por darem "um bom exemplo de responsabilidade social", o ângulo de abordagem escolhido pelo Great Place to Work Institute Portugal para a análise deste ano.

Este ano, foram ainda reconhecidas as empresas mais bem sucedidas na satisfação de um grupo em particular. Como tal, a Liberty Seguros foi eleita a Melhor Empresa para Trabalhar para Mulheres, a Everis Portugal para os jovens e a GMS Consulting para empresários. No âmbito da RSE e da Liderança e Formação para a Sustentabilidade, os prémios foram, respectivamente, para a Accenture e para a Microsoft.

As empresas participantes na análise representam cerca de 22 mil colaboradores, 11.358 dos quais pertencentes às organizações que se qualificaram para o ranking das 30 melhores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.