As empresas que conseguiram investimento de capital de risco da Portugal Ventures foram a Chic by Choice, Liquid, Passworks e Xhockware. Candidataram-se à 7ª edição da Call for Entrepreneurship, que desde finais de abril e até ao próximo dia 29 de maio recebe propostas de novos projetos de base cientifica ou tecnológica à procura de investimentos de capital.



No total as quatro startups garantiram acesso a 3 milhões de euros através da Call, que prevê um investimento máximo de 750 mil euros por projeto ou até 85% das necessidades de financiamento.



A Call for Entrepreneurship é a porta de entrada para o Programa de Ignição, uma iniciativa que faz parte do Programa público +e+i (mais empreendedorismo, mais inovação), desenhado com o objetivo de promover o empreendedorismo de base cientifica e tecnológica.



Nas seis edições anteriores da iniciativa apresentaram-se 500 projetos que envolveram mais de 1.600 empreendedores. Cerca de 30 projetos garantiram financiamento, três dos quais recentemente detalhados num artigo publicado no TeK.



Os valores aplicados em cada uma das quatro startups já investidas foram injetados pela Portugal Ventures, com a colaboração de outras entidades de capital de risco. A Faber Ventures co-investiu com a Portugal Ventures na Chic by Choice, Liquid e Passworks, enquanto a PNV Capital co-investiu na Xhockware.



As quatro startups que garantiram investimento de capital de risco


  • Chic by Choice

    A Chic by Choice é uma loja virtual de aluguer de vestido de luxo, com uma oferta que integra marcas tão conhecidas como Valentino, Christian Dior, Elie Saab, Peter Pilotto e Dolce & Gabbana. A plataforma aluga vestidos em 15 países, sustentada num conceito que permite levar marcas e produtos exclusivos a um público que não teria a possibilidade de os comprar, multiplicando o número de potenciais clientes. Tem como objetivo liderar o mercado europeu nesta área. A versão beta da plataforma foi lançada no Reino Unido, onde a empresa está baseada.



  • Liquid


    A Liquid criou uma plataforma que permite alterar apps em tempo real de acordo com as preferências e o contexto de quem as utiliza, sem ter de alterar código. A plataforma está na cloud, funciona num modelo self-service e também disponibiliza um conjunto de ferramentas de análise que permitem monitorizar o desempenho da app e tomar decisões sobre a necessidade de fazer melhorias. Uma versão beta do produto que quer ajudar os programadores a trabalhar novos modelos de monetização para as suas apps.




  • Passworks

    A plataforma desta startup permite a marcas e retalhistas criarem campanhas de mobile wallet marketing, através da própria plataforma ou de uma API. O serviço da Passworks funciona através da cloud e num modelo de self-service e com o investimento da Portugal Ventures conseguirá reforçar a equipa, desenvolver novas funcionalidades no serviço e prosseguir com o plano de expansão internacional.



  • Xhockware

    A Xhockware vai estrear-se nas próximas semanas no mercado com uma solução que pretende alterar a forma como os consumidores fazem as suas compras. A solução de Mobile Shopping criada pela startup permite que o cliente pague nas loja e protege o retalho de roubos. É um sistema compatível com as plataformas de checkout dos retalhistas e que está disponível para qualquer pessoa com um smartphone.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Cristina A. Ferreira

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.