No último ano fiscal da Vodafone Portugal, que terminou a 31 de março de 2013, as receitas da empresa foram de 941 milhões de libras, cerca de 1,11 mil milhões de euros, menos 124 milhões de libras do que no ano anterior.

A perda de 146 milhões de euros é justificada pela conjuntura económica difícil que a economia nacional tem atravessado e pela perda de 175 mil clientes.

No final do último trimestre fiscal a Vodafone Portugal tinha 6,09 milhões de clientes, valor abaixo dos 6,26 que existiam a 1 de janeiro de 2013. Este é um dos motivos que explica a queda de 267 milhões para as 190 milhões de libras nos lucros da multinacional no mercado português. O EBITDA (ganhos sem dedução de juros, impostos, depreciações ou amortizações) também tombou 81 milhões para as 365 milhões de libras em comparação com o ano fiscal de 2013.

O capital destinado a despesas sofreu uma redução de 22 milhões de libras no espaço de um ano, fixando-se no final de março nas 129 milhões de libras - cerca de 152 milhões de euros -, o que evitou perdas maiores da operadora em Portugal.

Apesar dos resultados negativos na maior parte dos mercados, sobretudo nos do sul da Europa onde as receitas de serviços caíram 11,6%, a Vodafone tem planos para aumentar a rede de fibra em Portugal de modo a conseguir suportar um milhão de casas.

Nota de redação: Os resultados da Vodafone Portugal são apresentados maioritariamente em libras para respeitar os valores reais registados pela empresa à data, indicadores que uma conversão às taxas atuais do euro podia não refletir.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.