P2P associam-se e adoptam código de conduta
Algumas das principais empresas que suportam redes de partilha de ficheiros pela Internet formaram em Julho uma associação de nome Distributed Computing Industry Association (DCIA). Desta forma esperam ajudar a legitimar a sua actividade e diluir a fama de piratas de que gozam, principalmente em meios associados à indústria da música ou do cinema.
A nova associação pretende igualmente pressionar o poder político a aceitar a sua existência e incluir os seus representantes em negociações sobre medidas legislativas.
Já em Setembro, uma outra associação de redes P2P, a P2P United, divulgou os seus códigos de conduta, comprometendo-se a ajudar na investigação a pedófilos, a facilitar a protecção de material sensível guardado dos discos rígidos e a não instalar spyware nos computadores dos utilizadores sem autorização. Esta associação reúne a Lime Wire, Grokster, Blubster, BearShare, Morpheus e eDonkey 2000.

2003-07-02 - Serviços de partilha de ficheiros formam associação
2003-09-30 - Redes peer-to-peer adoptam código de conduta

Banda Larga para (quase) todos

Depois da apresentação formal em Junho dos Planos de Acção para a Sociedade da Informação, o Governo detalhou em Julho a Iniciativa Nacional para a Banda Larga, considerada como o principal instrumento de coordenação estratégica e operacional das políticas para o desenvolvimento da SI em Portugal. Até 2005 a Iniciativa pretende atingir diversos objectivos, entre os quais se contam a ligação em banda larga a 50% dos agregados familiares e mais de 50% das empresas nacionais com mais de 9 trabalhadores, ligação de todos os organismos da Administração Pública Central e Estabelecimentos Hospitalares possuirão acessos em Banda Larga, para além de conseguir um rácio de aluno por computador melhor do que a média europeia e a existência de 16 postos públicos de Internet em banda larga por cada 100.000 habitantes.
Para gerir a implementação da estratégia foi criado o Grupo de Acção para a Banda Larga (G@BL), cuja primeira reunião estava calendarizada para Setembro mas aconteceria só em Dezembro. Para este grupo foram mobilizados agentes de mercado que têm um papel importante na implementação das acções necessárias para o cumprimento das metas e objectivos nacionais.

2003-07-10 - UMIC calendariza acções de Iniciativa Nacional para a Banda Larga

Preocupação por uso indevido de telemóveis com câmara aumenta
Com o crescimento de número de telemóveis com câmara fotográfica integrada aumentaram também as preocupações sobre a possível violação de privacidade pela utilização destes dispositivos e também a espionagem industrial. A verdade é que os telemóveis são apenas mais um dispositivo com câmara fotográfica, mas o facto de serem pequenos e caberem em qualquer bolso, para além de não fazerem praticamente barulho quando capturam uma imagem, pode dar ideias para actos menos lícitos.
Começaram a surgir notícias sobre a proibição do uso destes dispositivos em alguns locais públicos, como balneários e ginásios, mas também dentro de algumas empresas. A Samsung anunciou ainda em Julho que iria proibir o uso de telemóveis com câmara nas suas fábricas e o mesmo fez mais tarde a Vokswagen, num código de conduta adoptado em Dezembro em Portugal pela VWAutoeuropa.

2003-07-08 - Samsung proíbe o uso de telemóveis com câmara nas suas fábricas
2003-08-06 - Espionagem industrial via telemóvel causa preocupação crescente a nível mundial
2003-12-08 - VWAutoeuropa adopta regulamentação da casa-mãe e proíbe telemóveis com câmara nas instalações

Voltar ao texto principal
2003 - O ano da espera

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.