Como parte de um plano de reestruturação, a Research In Motion está a preparar o despedimento de, pelo menos, 2.000 funcionários, numa ação que atingirá 12% da sua força de trabalho a nível mundial. A notícia é avançada pelo diário canadiano The Globe and Mail, citando fontes próximas da empresa.

Os despedimentos irão afetar vários departamentos, desde altos cargos no departamento legal, à própria secção de recursos humanos, passando pelas finanças, vendas e marketing, etc.

Depois dos maus resultados financeiros dos útimos trimestres, a decisão não irá apanhar muitos de surpresa, adicionando o facto de Thorstein Heins, CEO da RIM, ter dito em finais de março que a empresa necessitava de "uma mudança substancial".

Na altura ficava igualmente decidido que a empresa voltaria a concentrar-se no segmento empresarial, a sua aposta estratégica inicial. Recorde-se que as vendas da RIM entre outubro e dezembro de 2011 baixaram 25%, conduzindo a um prejuízo de 125 milhões de euros.

Os fracos resultados financeiros registados acabaram por conduzir à saída de alguns executivos de topo da empresa, entre eles o co-fundador e ex-CEO Jim Balsillie. Mais recentemente foi a vez de Patrick Spence, responsável de vendas globais, abandonar a fabricante dos smartphones BlackBerry.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Patrícia Calé

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.