A SAP terá chegado a acordo com o ministério público norte-americano para pôr fim ao processo-crime movido na sequência da alegada espionagem industrial à rival Oracle. Segundo avança hoje a Reuters, a empresa aceitou pagar 20 milhões de dólares (cerca de 14,7 milhões de euros).

De acordo com a agência noticiosa internacional, a informação foi veiculada por uma "fonte com conhecimento do processo", devendo o acordo ser formalizado amanhã, numa audiência com o tribunal.

O processo-crime respeita, tal como a ação cível intentada pela Oracle em 2007, ao acesso ilegal a documentos de software da gigante, levado a cabo por parte de uma antiga subsidiária da SAP, a TomorrowNow Inc.

À discussão da indeminização devida pela SAP à Oracle - que em Novembro tinha sido finalmente fixada nos 1,3 mil milhões de dólares, mas entretanto já foi reduzida para 272 milhões, com a Oracle a avisar depois que pretende recorrer da redução - juntaram-se as 12 acusações criminais do Departamento de Justiça.

São essas que a SAP terá, a semana passada, conseguido evitar chegando a acordo com o ministério público, por uma quantia que não foi publicamente revelada, mas que a Reuters avança agora situar-se nos 20 milhões de dólares.

Segundo a agência, o valor não foi, no entanto, confirmado por nenhuma das partes. Tanto o porta-voz da SAP, como os da Oracle e do Departamento de Justiça se recusaram a comentar o assunto.

Escrito ao abrigo do Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.