Os números da Gartner mostram que a procura de equipamentos e de serviços de TI continua em fase ascendente. A análise trimestral feita pela consultora indica que as vendas de servidores aumentaram seis por cento entre Janeiro e Março deste ano, originando receitas na ordem dos 12,9 milhões de dólares.




Estes valores são o resultado da comercialização de 2,1 milhões de equipamentos elevando as receitas globais do sector em 4,5 por cento face ao trimestre anterior.




Os valores positivos registados no período surgem depois da baixa de compras de servidores x86 registada no último trimestre de 2006. A Gartner refere que o abrandamento do negócio não esteve relacionado com o aumento da adopção de tecnologias de virtualização, mas sim com uma simples oscilação do ciclo de vendas.




Na sua análise comparativa, a Gartner apurou que os servidores RISC -Itanium Unix registaram um decréscimo de 15,5 por cento nas vendas e uma quebra de 1,5 por cento nas receitas obtidas no trimestre.




Por outro lado, a IBM continua a liderar o mercado mundial de servidores ao deter 29,8 por cento da quota de mercado. Apesar de aumentar o número de vendas em 30 por cento, a HP não conseguiu superar a quota de mercado da Big Blue, fixando-se nos 28,2 por cento. As restantes posições do top das principais vendedoras ficaram entregues, respectivamente, à Dell, Sun, e Fujitsu/Fujitsu Siemens.




Procura de soluções de TI


No ano passado o volume total do negócio na área de serviços de TI ascendeu aos 672 mil milhões de dólares registando um aumento de 6,4 por cento.




Os dados da Gartner mostram que o Business Process Outsourcing, ou BPO, registou um crescimento de 8,6 por cento enquanto que os serviços de desenvolvimento e integração obtiveram o crescimento mais significativo do sector: 30 por cento em 2006.




As empresas líderes deste segmento foram as que mais beneficiaram em termos de resultados. A IBM manteve-se no topo da tabela com o seu volume de negócios a chegar aos 48,2 mil milhões de dólares. Apesar de liderar o mercado a fabricante norte-americana registou um crescimento abaixo do esperado neste sector: 1,8 por cento.




A EDS ocupou o segundo lugar da tabela com receitas na ordem dos 21,268 mil milhões de dólares. A análise da Gartner mostra que tanto a Accenture como a EDS foram as únicas empresas com uma taxa de crescimento anual acima da média, ambas acima dos 7,5 por cento. No entanto, a Accenture posicionou-se na quarta posição no mercado mundial de serviços de TI, com menos 0,1 por cento de quota de mercado que a Fujitsu (3º lugar no ranking).




Notícias Relacionadas:

2007-05-23 - Windows Mobile presente em mais de 60% dos PDAs vendidos no primeiro trimestre

2007-01-17 - Mercado português de TIs vai crescer a um ritmo de 7,5% até 2010

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.