Afinal o relançamento do renovado serviço de subscrição do Twitter, que vai permitir exibir contas verificadas e com um selo de autenticidade, não acontecerá numa data muito distante da inicialmente prometida por Elon Musk (29 de novembro). O novo patrão da rede social garantiu esta sexta-feira, em resposta a um utilizador no Twitter, que até dia 2 de dezembro, o Twitter relança o novo sistema de verificação de autenticidade de contas. Vai ter diferentes cores para diferentes perfis de utilizadores e implicará muito trabalho manual. Garante o responsável que todas as contas com selo de autenticidade vão ser verificadas manualmente antes de serem aprovadas, para desta vez não permitir imitações.

Recorde-se que o lançamento global de um serviço de subscrição do Twitter, com o selo de autenticidade de contas como principal âncora, foi uma das primeiras prioridades de Elon Musk depois de assumir a gestão da plataforma. O multimilionário vê no modelo de subscrições a melhor saída para aumentar as receitas do Twitter e neste selo, que até agora era gratuito, um dos atributos que vale a pena passar para essa subscrição, como elemento diferenciador.

Depois de um ultimato à equipa de desenvolvimento da versão de subscrição para acelerar o trabalho e terminar o projeto, em que a empresa já vinha trabalhando, o Twitter Blue foi relançado, mas dois dias depois teve de ser retirado do ar, porque começaram imediatamente a surgir perfis com selos de autenticidade que não eram mais que imitações das contas originais.

Twitter fecha escritório em Bruxelas. Aumentam receios na UE sobre cumprimento de regras
Twitter fecha escritório em Bruxelas. Aumentam receios na UE sobre cumprimento de regras
Ver artigo

A empresa assumiu que tinha de rever o sistema e Musk, ainda no início da semana, disse aos colaboradores que não ia fixar uma nova nata para o relançamento do pacote de subscrição, que terá um custo de 8 dólares mensais. O relançamento aconteceria quando fosse possível ter a funcionar um sistema que prevenisse imitações. Pelo visto ainda não há, mas o gestor assumiu o compromisso de relançar o pacote até sexta-feira, 2 de dezembro, e diz agora que todas as contas com selo de autenticidade serão manualmente verificadas antes de serem aprovadas.

Como assume o próprio Musk, o processo de verificação manual de identidades vai ser “penoso mas necessário”. O responsável também confirmou outra coisa que já tinha dito. O Twitter vai passar a usar cores diferentes, para assinalar a autenticidade de contas com diferentes perfis. Empresas terão um selo dourado, Governos um selo cinzento e indivíduos (figuras públicas ou não) um selo azul.

Entretanto, o homem mais rico do mundo continua a tomar decisões polémicas na gestão da rede social. Depois de decidir aceitar de volta na plataforma Donald Trump, bloqueado desde que ainda era presidente dos EUA, Musk vai agora escancarar as “portas” do Twitter a todos os outros perfis banidos do serviço. Desde que não tenham infringido a lei nem a responsabilidade sobre esquemas de spam massivos, todos os perfis bloqueados podem agora voltar a usar a sua conta no Twitter, na sequência do resultado de mais uma votação online promovida pelo responsável.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.