Com data marcada para Setembro, entre os dias 19 e 21, o Salão Internacional de Tecnologias da Informação e Comunicação quer este ano crescer em expositores e visitantes embora não conte ainda com a garantia de presença dos grandes players do sector. Mais uma vez a FIL conta com a colaboração de várias associações do sector da TIC e entidades que dinamizam diversos eventos paralelos à feira e que se espera sejam uma mais valia na atracção de visitantes profissionais e consumidores.

Rocha de Matos, presidente da AIP, admite que olha para a SITIC com preocupação mas também certezas. "Por razões de interesse nacional, no âmbito da Presidência portuguesa da UE, no programa definido vai haver a apresentação de um salão TIC que se sobrepõe à SITIC. Tentámos conjugar os dois acontecimentos mas a agenda política não o tornou possível e subordinámo-nos ao que consideramos ser o interesse da representação nacional", afirmou hoje em conferência de imprensa.

Em paralelo à feira decorre a 4ª conferência ministerial de eGovernment, organizada no âmbito da Presidência Portuguesa da União Europeia e que se espera que possa trazer mais visitantes à SITIC, embora roube também investimento potencial de empresas que vão apoiar a conferência e que ficam sem budget para estar presentes na feira.

Adelino Santos, presidente da Colt Telecom em Portugal e presidente da Comissão organizadora da SITIC, mostrou os resultados de um inquérito realizado aos visitantes e expositores no ano passado, onde 97 por cento dos visitantes inquiridos afirmam que tencionam visitar futuras edições do SITIC, e 66 por cento das empresas considera que a participação perspectivou o negócio, enquanto 55 por cento admite que os seus objectivos foram alcançados.

Para este ano as perspectivas apontam para crescimentos entre 15 e 25 por cento dos visitantes e expositores, numa visão positiva da evolução da SITIC.

Marcos Carvalho Pereira, director-geral da FIL, realçou porém a ideia de que a feira ainda está a dar os primeiros passos na sua segunda edição e que é preciso deixar sustentar o evento e amadurecer o mercado. A FIL irá continuar o investimento na SITIC, apesar de admitir a "dificuldade enorme em que os líderes adiram à feira".

Nas próximas edições poderá ser estudada uma antecipação da data de realização para Junho, afastando a SITIC ainda mais do Congresso da APDC - que tem dinamizado também um espaço de mostra de produtos no Business Lounge, e aproximando-a do momento principal de lançamento de produtos de TI que acontece com a CeBIT e a CES.

Notícias Relacionadas:

2007-05-24 - SITIC 2007 com foco nas áreas hi-tech, software livre e e-business

2006-07-28 - FIL recupera feira de tecnologias em Lisboa com SITIC

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.