A Sony e a Panasonic estão a negociar o desenvolvimento conjunto de televisões de grandes dimensões com tecnologia OLED, avança esta manhã a imprensa internacional, citando "fontes próximas".

De acordo com a informação avançada, as fabricantes japonesas procuram desta forma assegurar a produção em massa de TVs OLED de última geração, fazendo frente a rivais como as coreanas Samsung e LG, que estão a "levar a melhor" neste segmento.

A tecnologia OLED permite produzir equipamentos mais finos, com menor consumo energético e melhor qualidade de imagem do que a oferecida pelos tradicionais LCD. Embora a Sony tenha sido pioneira no desenvolvimento de TVs com ecrã OLED, não foi capaz de assegurar a massificação dos equipamentos.

Após o lançamento da primeira TV OLED, em 2007, a marca abandonou a produção dos modelos, que custavam cerca de 2.000 dólares, três anos depois, devido à crise financeira global, realça a Reuters. Atualmente, a marca continua a produzir ecrãs OLED, mas com preços na ordem dos 26 mil dólares, destinados a clientes topo de gama.

A produção em massa de TVs OLED que o consumidor médio possa pagar é vista como uma oportunidade de negócio que as fabricantes estarão a tentar assegurar por via de uma parceria que permita reduzir custos de produção e tornar mais competitivas as suas ofertas, num segmento onde as concorrentes levam agora algum avanço.

"Nem a Sony nem a Panasonic seriam bem sucedidas se tivessem de desenvolver e vender televisões OLED isoladamente. Não têm escolha senão encontrar um parceiro", afirmou o CEO da japonesa Myojo Asset Management, citado pela agência noticiosa.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.