Depois de um período de grande crescimento, os serviços de televisão por cabo seguem agora uma fase de estabilidade, tendo registado uma subida de apenas 4,5 por cento no número de novos clientes durante o ano de 2005, apurou a Anacom. Nos últimos três meses do ano foram angariados apenas 2 mil novos clientes, mantendo os números praticamente inalterados em relação ao trimestre anterior.

No final do ano estavam registados 1,398 milhões de assinantes destes serviços, o que corresponde a uma taxa de penetração de 13,3 por cento da população mas de 28 por cento em relação ao número de alojamentos portugueses.

Segundo os números da Anacom, 3,8 milhões de casas estão cabladas, tendo a possibilidade de assinar o serviço, mas só 37 por cento o faz. As empresas de serviços por cabo chegam já com infra-estrutura a uns significativos 75 por cento dos lares portugueses.

Em termos geográficos, Lisboa continua a ser a região onde se concentram a maioria dos alojamentos cablados, com 48%, seguida do Norte, com 27%, e da região Centro, com 14%.

Também no serviço de televisão por satélite, com tecnologia Direct To Home (DTH), o crescimento foi reduzido, sendo que no final do ano existiam 394 mil assinantes, numa subida de apenas 0,5 por cento no último trimestre.

Notícias Relacionadas:
2006-03-08 - Novos operadores ganham clientes na rede fixa com ofertas integradas
2005-06-29 - Anacom diz que concorrência no mercado de banda larga não obriga a abertura do cabo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.