A Universidade Técnica de Dresden irá comprar o laboratório de material nanoelectrónico na Qimonda. O anúncio foi feito pelo Governo da Saxónia e é avançada pelo Diário Económico com base no jornal Saechsische Zeitung.

Nos termos do acordo, a assinar ainda este mês, o laboratório passa a ficar integrado nas instalações da universidade, o que leva os principais investigadores da fabricante a trabalharem em Dresden.

A operação, que conta com o apoio do Governo da Saxónia, surge duas semanas após a Qimonda Portugal anunciar o corte da equipa de trabalho para mil funcionários. No activo permanecem 200 funcionários enquanto que os contratos de trabalho dos restantes 800 trabalhadores ficam suspensos durante seis meses.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.