O investimento de 10 milhões de euros vai servir para instalar na universidade um conjunto de plataformas tecnológicas. A primeira a arrancar é a de Ressonância Magnética Nuclear e resulta da fusão dos laboratórios de ressonância magnética do departamento de Química e do Centro de Neurociências e Biologia Celular da instituição.



Em comunicado, a UC explica que a Ressonância Magnética Nuclear é "uma metodologia de ponta para a caracterização estrutural e dinâmica de moléculas e assume um papel central no desenvolvimento científico e tecnológico de um vasto número de áreas".



A universidade sublinha que as novas plataformas foram desenhadas para maximizar oportunidades para os investigadores da instituição, mas também por investigadores de outras instituições públicas e privadas da região, com o objetivo de promover sinergias.



A instituição reserva para a apresentação do projeto, mais detalhes relativamente às restantes plataformas em desenvolvimento, que completam o investimento anunciado de 10 milhões de euros.

O investimento que agora começa a chegar ao terreno é, na sua maioria, suportado no Programa Mais Centro, do Quadro de Referência Estratégico Nacional.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.