Durante o ano de 2003, 77 por cento da comunidade de internautas norte-americanos fez uso de ferramentas electrónicas nos seus contactos com os departamentos governamentais, via browser ou através de mensagens de email, valor representativo de um crescimento de 50 por cento face ao registado no ano anterior, indica um novo estudo da Pew Internet & American Life Project.



Denominado "How Americans Get in Touch With Government" o documento inquiriu 2.925 americanos acerca da forma como lidam com o Governo, que métodos utilizam e como é que avaliam o eGov face aos métodos de contacto mais tradicionais, tentando encontrar benefícios e limites das aplicações governamentais electrónicas.



Embora os dados reunidos indiquem um crescimento do número de aderentes ao eGov entre a comunidade cibernauta, os cidadãos norte-americanos inquiridos (utilizadores e não utilizadores Internet) valorizam a existência de outros canais através dos quais possam contactar com os organismos públicos, nomeadamente o telefone ou a presença directa, métodos preferenciais para a maioria.



Aumento de fluxo de informação entre cidadãos e governo ou possibilidade de comentar facilmente os assuntos cívicos do dia são alguns dos benefícios apontados pela Pew ao eGovernment. Os resultados apurados com o inquérito telefónico, realizado entre 25 de Junho e 3 de Agosto de 2003, revelam que a probabilidade de estabelecer contacto com as agências governamentais é três vezes maior entre a comunidade de cibernautas, comparativamente ao conjunto de indivíduos que não acede à Web.



Metade de todos os utilizadores inquiridos afirma que a Internet os ajudou no seu relacionamento com o Governo. Trinta por cento dos internautas indicou ter enviado um email a um responsável governamental com o objectivo de influenciar decisões políticas, por exemplo.



Mas, entre os 54 por cento de americanos que contactaram as agências governamentais no ano passado, o telefone ou as deslocações pessoais eram preferíveis à Web ou ao email por uma margem entre os 53 e os 37 por cento. Além disso, o estudo mostra que quanto mais complexo ou urgente for um problema, maior é a hipótese de optar por um meio tradicional para tentar a sua resolução.



“As pessoas querem ter hipótese de escolha no que diz respeito ao contacto com a administração pública", referem os responsáveis da Pew Internet que consideram que o principal benefício da Web é o de dotar os indivíduos de mais informação, "que assim podem lidar mais eficientemente com as questões governamentais".



Notícias Relacionadas:

2003-09-30 - CE volta a sublinhar os benefícios da implementação do eGovernment

2003-07-08 - Ministros da UE mostram determinação em acelerar eGovernment

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.